buscar
´

Uma ideia concreta para diminuir as emissões de carbono

Com muitas indústrias, economia, e outros fatores em funcionamento, nós estamos sofrendo grandes alterações climáticas, como eventos naturais que provocam uma catástrofe, além de dias cada vez mais quentes.

Ciência
5 meses atrás
Uma ideia concreta para diminuir as emissões de carbono

Essa destruição ecológica que ocorre, é causada por nós mesmos, através de empresas que precisam fabricar o seu produto, processos que emitem gases nocivos, como o gás carbônico, e outras alternativas.

Com os avanços da tecnologia, em coadjuvante da pesquisa e estudos, pode se afirmar que existem formas de emitir menos gás carbônico, ou limpar toda a sujeira que o mesmo causa para a atmosfera, mas para isso acontecer, depende de como as empresas irão utilizar esse recurso ao nosso favor.

Um pouco mais sobre essas substâncias toxicas…

O concreto é a segunda substância mais usada na Terra
O concreto é a segunda substância mais usada na Terra

O gás carbônico não é o único gás ou substância que causa danos a natureza, mas ele é um dos mais utilizados, e sim, ele está em toda parte que as vezes nem nós percebemos, em criações de produtos como baterias, celulares, e outros tipos de fabricações, incluindo concreto, tijolo, aço, ferro entre outros.

Nos últimos meses, a Apple iniciou com um projeto futuro, para que os seus produtos sejam fabricados de modo que não prejudique a natureza, ou seja, esse processo que libera substâncias tóxicas à atmosfera, seria reduzido em até 80%.

A ideia é que novas empresas e outras já existentes no mercado, possam mudar ou criar um novo padrão de fabricação, com equipamentos e materiais qualificados para compor um produto, sem prejudicar nossa biodiversidade.

Muitas companhias tem a capacidade de limpar toda “sujeira” deixada na atmosfera, que é proveniente de suas fabricações, porém, isso acabaria afetando os seus gastos e custos, e por isso eles acabam deixando tudo lá, espalhado e contaminado. Entretanto, se diversas empresas adotarem a estratégias para melhorar o nosso clima, seja no processo de fabricação ou após, todos ao redor sofreriam uma influência positiva nesse aspecto.

Um novo concreto

O concreto é responsável por 8% da pegada de carbono mundial
O concreto é responsável por 8% da pegada de carbono mundial

Para entendermos melhor, como que um novo jeito de produzir o concreto pode se destacar em relação ao favorecimento de uma natureza mais limpa, vamos primeiro definir o que é o concreto e como ele é feito em seu processo comum.

O concreto é uma espécie de cola, que em sua composição tem: Água, cimento, pedra e areia que servem para dar liga. Devido a esses materiais, ele tem a grande capacidade de juntar as “peças”, sendo muito utilizado nas construções de pontes, prédios, estradas, entre muitas outras coisas.

O processo de criação do concreto em si não causa danos a atmosfera, mas sim a produção do cimento, que é um material essencial para a composição do concreto, dando uma das suas principais características: A cola.

Como é feita a produção de cimento?

O cimento é muito utilizado em diversos materiais para trazer o aspecto de cola, mas a sua criação acaba emitindo cerca de 8% de gás carbônico para a atmosfera, ou seja, é um dos processos que mais emitem essa substância tóxica ao meio ambiente.

O processo de criação do cimento, leva dois principais componentes a um forno especial que chega a aproximadamente 900°C, sendo eles, a argila e o calcário. Devido a essa exposição e a quebra do calcário, o gás acaba sendo emitido em maior quantidade.

Existem outras possibilidades na produção de um novo cimento, assim ele consegue ter a sua capacidade de elastina e não emite tanto gás carbônico na atmosfera. Com muitos estudos e testes, esse método pode ser implementado em um futuro próximo.

O LC3

O LC3 seria esse novo método da criação de cimento, composto pela mistura de argila calcinada, um pouco de calcário e cimento, mas não tão aquecido quanto, é devido a esses fatores, ele é considerado reduzir cerca de 40% de emissão desses gases.

Outras possibilidades também são estudadas, como uma menor utilização de calcário, e levado os materiais em temperaturas mais baixas, que também tem a comprovação de reduzir cerca de 30% de emissão de gás carbônico.

Todas essas possibilidades são viáveis, e precisam sempre serem testadas para um melhor encaixe. Portanto, a utilização dos materiais em baixa temperatura, reutilizar o CO2 que é descartado, e misturar argila calcinada, são caminhos que a cada dia estão sendo mais aprimorados em prol de evitar danos maiores ao meio ambiente.

Apenas 7% do nosso genoma é exclusivamente humano
De acordo com pesquisas e está, cientistas descobrem que apenas 7% do nosso genoma, nos torna exclusivamente humanos, e o restante da porcentagem vem da genética dos nossos...
A sua memória pode não ser fiel à realidade
Neurocientistas, descobriram que, quando formamos uma memória, nossa interpretação de informações visuais é influenciada por nossas experiências anteriores e vieses...
Por que temos pelos?
Assim como os pelos dos animais, o cabelo humano é feito de filamentos de queratina que crescem de órgãos, mais conhecidos como folículos. A diferença é que para muitos...
Bilionário Richard Branson da início ao turismo espacial com a Virgin Galactic
O sonho de conhecer o espaço está agora mais próximo dos civis, pelo menos se você for um milionário. Hoje o bilionário Richard Branson deu início ao turismo espacial com a...
A poeira é mais importante do que você imagina
Bem, vamos começar explicando o que é poeira; de acordo com o dicionário ela é "terra ou qualquer outra matéria reduzida a pó". Com isso eu explico pra vocês que a poeira...

O Fusne é um site para quem ama internet, nós somos especializados em testar apps e tudo mais que envolve tecnologia. O que você vai encontrar por aqui é escrito por humanos, que vivem fazendo compras online, assim como você, então entende as suas dificuldades e felicidades nessas horas. O material do Fusne é testado várias e várias vezes pela equipe...