buscar
´

Acidente de laboratório pode diminuir a poluição mundial

Você já parou para pensar que algumas coisas acidentais pode trazer grandes resultados para a natureza e toda a nossa biodiversidade? Louco né? Mas isso é totalmente verdade, e aconteceu com uma estudante de 19 anos.

Ciência
2 semanas atrás
Acidente de laboratório pode diminuir a poluição mundial

Existem muitos estudos que os cientistas e pesquisadores estão fazendo para o combate à poluição, e mais, algumas empresas já estão trabalhando em cima dessas possibilidade, remanejando todas as etapas do processo de fabricação de seu produto.

A Apple por exemplo, tem expectativas para até 2030 ter todos os seus produtos de modo sustentável, ou seja, melhorar a fabricação com novos recursos, de modo que ele não poluam o nosso planeta, ou senão, investir em estratégias para limpar essa bagunça toda.

O Acidente

 Myllena Cristyna da Silva, 19, estudante cearense na maior feira de ciências do mundo.

Myllena Cristyna da Silva, 19, estudante cearense na maior feira de ciências do mundo.

Durante um estudo na Instituição Federal do Ceará, no ano de 2018, uma jovem estudante chamada Myllena de 19 anos, deixou ocorrer um acidente dentro de um dos laboratórios, mas ela jamais imaginava que isso seria algo bom.

Durante um trabalho prático com polímeros, Myllena acabou esquecendo o material, e isso fez com que o mesmo pegasse fogo, sim fogo! Assim que ela se deu conta, levou o material imediatamente para a pia e jogou água fria, foi aí que ela começou a perceber que algumas coisas ali haviam mudado.

Foi mediante a esse acidente que pode se descobrir algumas soluções para a poluição ambiental. Myllena, começou a se inspirar de acordo com o que ela observou, e hoje ganhou dois grandes prêmios da maior feira de ciência do mundo, a Intel ISEF 2018.

A descoberta

Cristal liso desenvolvido por Myllena
Cristal liso desenvolvido por Myllena

Quando Myllena levou o material que pegou fogo pra pia e jogou água fria, ela acabou provocando uma reação de choque térmico, com isso, o material formou uma camada lisa em sua superfície, e com alguns estudos, percebeu que o mesmo repelia líquidos, depois disso ela o chamou de cristais lisos.

Com essa descoberta, ela pensou em usar esses cristais lisos em vazamentos de substâncias tóxicas, por exemplo em navios que carregam petróleo, de modo que os cristais evitassem o vazamento desses óleos para o mar. Com isso, foi preciso fazer diversos testes para a confirmação de que o material tem eficácia.

Mas não acaba por aí, com isso, ela também descobriu que com a ajuda de uma bactéria degradadora, é possível que a otimização da reciclagem do isopor seja ainda mais acelerada, durando apenas meses para o extermínio do material, vamos explicar mais um pouco.

A reciclagem do isopor

Além da descoberta dos cristais lisos, Myllena também descobriu que em coadjuvante a uma bactéria, a degradação do isopor pode ser ainda mais rápida e otimizada através de cristais, transformando o mesmo em um material de aspecto mais poroso.

Em processos naturais, as bactérias levariam cerca de 150 anos para degradar o isopor, e com a ajuda dos cristais, ela levaria apenas meses para esse processo acontecer. Ele funciona basicamente como reações de matéria prima.

Então, Myllena conseguiu descobrir um ciclo fechado, que ao dar os cristais a essa bactéria, a mesma utiliza o processo industrializado para conseguir fabricar a sua própria matéria prima, gerando um outro produto nesse meio tempo.

Com soluções sustentáveis, então é possível que com esses cristais na bactéria, elas possam fazer a coleta de isopor descartado no meio ambiente e degradá-lo em pouco tempo.

Novas maneiras de ajudar o ambiente

Com a tecnologia em alta, é possível criar diversas estratégias em podem impactar diretamente na fabricação de produtos, para que em cada etapa, seja realizado sua produção de maneira mais sustentável o possível, e quando isso não pode acontecer, pelo menos ter um outro caminho que seja limpar toda a “sujeira” que foi deixada ao meio ambiente.

Muitas das empresas não estavam fazendo isso, aliás, ainda não estão, deixando as suas produções poluírem a nossa natureza, e sem fazer absolutamente nada para reverter o processo. Então a conscientização deve começar desde nós mesmos.

Muitos outros estudantes e pesquisadores, estão cada vez mais fazendo testes, para descobrir quais são os melhores caminhos de evitar uma maior parte da poluição no mundo todo, diminuindo as taxas de emissão, e ajudando a restaurar a nossa biodiversidade.

*Com informações do Tecmundo e IFCE.

Uma ideia concreta para diminuir as emissões de carbono
O LC3 seria esse novo método da criação de cimento, composto pela mistura de argila calcinada, um pouco de calcário e cimento, mas não tão aquecido quanto, é devido a esses...
Qual é a velocidade do pensamento?
Esse foi um exemplo para você imaginar quanto tempo e quais fatores podem influenciar na velocidade do pensamento, quando você está em situações de risco, diversos aspectos...
2021 será o ano mais rápido já registrado da história
Você conhece sobre as rotações do planeta certo? Lembra que a Terra tem o seu movimento de rotação que é girar em torno do próprio eixo, isso é o que acaba definindo o...
China tem a maior cachoeira artificial do mundo
A engenharia da China é mundialmente conhecida e admirada, prova dessa glória é a conquista de maior cachoeira artificial do...
SpaceX lança foguete com astronautas da Nasa
E finalmente deu certo! Finalmente aconteceu o tão esperado evento de lançamento da primeira missão espacial americana com um foguete construído pela iniciativa privada. Na...

O Fusne é um site para quem ama internet, nós somos especializados em testar apps e tudo mais que envolve tecnologia. O que você vai encontrar por aqui é escrito por humanos, que vivem fazendo compras online, assim como você, então entende as suas dificuldades e felicidades nessas horas. O material do Fusne é testado várias e várias vezes pela equipe...